Orientação Vocacional

O que você quer ser quando crescer?

Essa é uma pergunta que é feita de brincadeira por aquela tia distante quando encontra os sobrinhos no Natal. Mas na realidade, os jovens tem sido cobrados cada vez mais cedo sobre essa escolha que vai impactar o resto de suas vidas.

Uma Pesquisa realizada pelo INEP entre 2010 e 2015 constatou que cerca de 56% dos alunos que iniciam a graduação, não concluem. Para os cursos EAD essa taxa chega a 61%.

Entre os principais fatores de desistência é a falta de identificação com o curso.

O processo de Orientação Vocacional proporciona ao jovem a possibilidade de entender o mercado atual e as várias áreas de atuação muitas vezes desconhecidas ainda. É necessário ampliar o campo de visão do mercado e proporcionar autoconhecimento com avaliação de aptidões, interesses e valores, levando em consideração sua cultura e histórico familiar.

É importante que mesmo com pouca idade, o jovem consiga entender melhor suas necessidades e ambições e dessa forma poder fazer escolhas mais conscientes minimizando as chances de desistência.